os dias de norma jean

Ícone de Hollywood e sex symbol da década de 50, Marilyn Monroe nasceu em Los Angeles a 1 de Junho de 1926 como Norma Jean Mortensen. Resgatada de uma vida de pobreza e miséria, Norma Jean vislumbra as primeiras centelhas da ascensão ao estrelato quando, depois de pintar o cabelo de louro platinado, começa a trabalhar como modelo pinup para uma empresa de fatos de banho...

terça-feira, fevereiro 27, 2007

Preguiça

Continuo de papo para o ar…mais uma semana. O melhor? Fazer o que me apetece quando me apetece. Saborear lentamente o tempo, sem pensar que ele existe. Gastar horas, só porque as tenho. Mudar: cabelo cortado! Listas de futilidades deliciosas. Intenções, muitas. O pior? Encontrar o carro amolgado. Constatar que quem está de férias ou é reformado pouco tem para fazer de interessante nesta cidade. Alguém quer vir à praia?

sábado, fevereiro 24, 2007

Souvenirs de Londres

A banda sonora desta viagem...e depois...e depois...e depois. Jamie T, para já um único álbum: "Panic Prevention" Genial!!

p.s. obrigada Pedro *

Londinium

Mal cheguei a Londres esqueci-me de um saco no metro –a iminente ameaça terrorista e a apertada segurança quase provocou o encerramento da estação. Finalmente, o receio de uma bomba camuflada acabou por reverter a meu favor: recuperei tudo intacto. No National Portrait Gallery decidi ir ao w.c. no preciso momento em que a Hilary Swank chegou para visitar a expo “Face of Fashion”… Em Trafalgar Square dei as boas vindas ao ano novo chinês … Nem o céu - muitas vezes cinzento – nem a humidade de Fevereiro, nem mesmo o custo de vida de arrepiar impediram que me rendesse à cidade. A amalgama cultural, a arquitectura imponente, os espaços verdes a perder de vista, a criatividade fervilhante nas ruas, os resquícios do punk, o passo acelerado, a métrica, o sentido do trânsito, os táxis e os autocarros de dois andares são alguns dos meus retratos favoritos de Londres em tons de cinza, preto e vermelho. Ainda nas nuvens, prometo voltar…

quinta-feira, fevereiro 22, 2007

Landing

Estou quase a chegar...

sexta-feira, fevereiro 16, 2007

Lift off

Aqui vou eu!
Uma prenda para o caminho... "Sleeping Lessons" dos Shins.
Até já...

Foto: Jason Hawkes

quarta-feira, fevereiro 14, 2007

À flor da pele

Tentei fugir da mancha mais escura
que existe no teu corpo, e desisti.
Era pior que a morte o que antevi:
era a dor de ficar sem sepultura.
Bebi entre os teus flancos a loucura
de não poder viver longe de ti:
és a sombra da casa onde nasci,
és a noite que à noite me procura.
Só por dentro de ti há corredores
e em quartos interiores o cheiro a fruta
que veste de frescura a escuridão...
Só por dentro de ti rebentam flores.
Só por dentro de ti a noite escuta
o que me sai, sem voz, do coração.

Poema: David Mourão-Ferreira
Foto: Diane Arbus
Música: Beirut "Postcards from Italy"

sábado, fevereiro 10, 2007

On parade

Foto: Annie Leibovitz
Música: Electrelane "On parade"

quarta-feira, fevereiro 07, 2007

Tempo

Perdeste. Não sabes o quê.
E procuras.

Algo de impreciso, uma nuvem
ao entardecer, imagem
capaz de restituir a luz que vai declinando
na casa, no corpo, no rosto,
até nada mais restar do que
um lugar vazio,
a memória.

Perdeste. Há quanto tempo
não sabes.
Algo que sempre te acompanhou,
e não é sombra,
pois carece de contornos.
Algo que te foi destinado: mensagem,
quando estavas fora de casa;
olhar, ao qual distraído não respondeste;
pergunta, feita por essas mãos
junto às tuas, fechadas.

Algo para o qual nunca tiveste nome
e tempo dentro de ti:
passagem de um livro que ainda não leste,
pormenor de uma pintura a descobrir;
trecho de música por escutar,
fala de um filme que não viste?

Não adianta tentares adivinhar.
O que perdeste não foi um modo de compreensão
do mundo, o seu peso e leveza
da retina à película.
Se calhar, essa perda aconteceu na época
em que finalmente alcançavas
aquilo a que os estóicos chamavam serenidade?
O método de pelos restantes dias
esperar o inferno da doença,
sem que o receio da morte
transforme a arte num poço.

Aquilo que perdeste,
perdeste-o acaso para que um outro o alcançasse,
neste momento?


Jorge Gomes Miranda, in O Caçador de Tempestades
Fotos: Stephen Roach

domingo, fevereiro 04, 2007

Até os iogurtes já sabem!

Vou comprar destes mais vezes…além de serem deliciosos…são adivinhos e ainda afagam o ego!

sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Este fim de semana vou para aqui!

Este fim de semana vou para aqui!

Foto: Michal Heiman